Baphon!

04/12/2018
- Por Diego Bittencourt

Lojista de shopping muito esperto.

Imagine que uma loja badalada de um shopping da cidade prometeu trabalho a um jovem, usou e abusou dele durante a semana da Black Friday, com carga de trabalho de seis horas diárias e ao fim da semana chamou o jovem na gerência, informou-lhe que se tratava apenas de um teste (havia outras três pessoas a serem ‘testadas’), pagou-lhe R$ 100 + passagens e dispensou-o. Ora, se continuar a testar as outras três pessoas, o esperto lojista vai atravessa pelo período de caos de final de ano gastando cerca de R$ 600, em vez de pagar a porcentagem das vendas e todos os demais direitos trabalhistas. Espertinho, né?


Tags

compartilhe

Post relacionados

Instagram